A importância em permanecer no aqui e agora.

09 de Fevereiro, 2017

A importância em permanecer no aqui e agora.

Quantas vezes você já se pegou pensando em possibilidades remotas para o futuro ou remoendo acontecimentos desastrosos do passado? Quantas vezes já se percebeu reagindo sempre da mesma forma, mesmo em situações diferentes, e com isso causando problemas ainda maiores?

Sim! Fazemos isto todos os dias e em muitos momentos. E como é difícil percebermos o que se passa neste exato momento com a gente…
Quando nossa mente está turbulenta temos a tendência de reagir automaticamente às situações. Estas ações irrefletidas normalmente não são as mais adequadas para aquele momento, gerando assim arrependimentos, culpa, tristeza e outros sentimentos desagradáveis por não serem nossas escolhas de fato, mas reações aprendidas no decorrer da nossa vida e repetidas indeterminadamente.

Estar atendo ao momento presente com postura de observação e aceitação das experiências internas, sem julga-las pode auxiliar nessas situações. Esta habilidade vem sendo chamada de mindfulness.

Treinar mindfulness possibilita que reajamos menos às situações e consigamos fazer escolhas de comportamentos mais adequadas para cada situação, assim como entender nossos sentimentos e emoções. Ter esta percepção impede que estas emoções indesejadas se retroalimentem e aumentem suas intensidades e, ao mesmo tempo, adotamos posturas mais saudáveis.

Mindfulness não é milagre, mas um treino de atenção plena no momento presente. Você planta, você colhe. Inicialmente pode parecer difícil, mas quando você experimentar estar no aqui e agora, não vai querer estar em outro lugar.


Luciana Petim Psicóloga do NAP