Como curar nossas dores emocionais

09 de Julho, 2020

Será que podemos CURAR nossos desconfortos emocionais? Como melhorar nossa vida, nossos relacionamentos afetivos e no trabalho? Como sermos mais felizes, mais leves, ter uma vida mais satifatória?

Dores emocionais são todos aqueles sentimentos que nos fazem ter comportamentos negativos e que temos dificuldade para resolver. Podem ser sentimentos de raiva, tristeza, vergonha, ansiedade, ciúme, e tantos outros. Diariamente somos confrontados com situações da vida que nos trazem reações emocionais desconfortáveis. Muitas vezes são coisas corriqueiras, que acontecem em nosso dia-a-dia. Ou, também situações mais sérias, como as inúmeras vezes em que não conseguimos dizer “NÃO” para alguém.

Mas o que costumamos fazer quando esses sentimentos ruins aparecem? Na maioria das vezes nossa tendência é não pensar, deixar para depois, na esperança de que tudo ser resolva por si. Só que a vida vai passando e os problemas se acumulando.

E você sabe como essas dores são criadas? A raiz de tudo pode estar lá na infância. Muitas vezes são vivências difíceis que tivemos quando crianças ou adolescentes. No momento em que vive uma situação-problema a criança/adolescente resolve para si o que percebeu, usando as defesas e o entendimento que uma criança/adolescente possui. Depois coloca tudo numa “caixinha” muito bem guardada. É como se a criança congelasse o acontecimento e a maneira de resolvê-lo e depois deixasse em algum lugar bem escondidinho em seu cérebro.

Mas essa “caixinha” nos acompanha através do tempo e vai conosco onde quer que estejamos. E, mesmo adultos agora, esse jeito de resolver os problemas continua guardado lá em nosso íntimo, e é com ele que contamos quando enfrentamos nossas dificuldades. E aí nos deparamos com dois problemas: o problema em si e a maneira de reagir a ele!

Então, abrir essa “caixinha” e tentar entender o que está lá dentro faz parte de um processo terapêutico. Você vai perceber que essa não é uma jornada fácil! O processo de mudança é árduo, os obstáculos são muitos pois estamos falando em mudar um padrão de funcionamento psíquico (modo de resolver problemas) que está com você desde sua infância. É difícil e, muitas vezes, doloroso enfrentar nossos fantasmas!

Mas a boa notícia é que podemos curar essas dores. E o remédio é nossa CONSCIÊNCIA. O primeiro passo é encontrar a história dessa DOR. Saber onde tudo começou. Temos que sentir a dor novamente! Olhá-la de frente e agora, com nossos recursos de adultos saudáveis, acolher o que sentimos e tentar resolver. O caminho do entendimento das dores emocionais quem faz é cada um, é a própria pessoa, em um processo terapêutico.Trata-se de uma jornada de autoconhecimento! Mas para isso existem técnicas específicas e o trabalho de um profissional da Psicologia. Venha ser mais feliz! Faça terapia!


Por Virgínia Seidl Silva

Psicóloga e Arteterapeuta

CRP 07/30718 / AATERGS 035